26.10.16

escolher o nome do teu negócio


Não foi há muito tempo que me lancei no mundo dos negócios. Não foi a primeira vez, mas foi a primeira vez que pensei as coisas com mais calma, seriedade e a solo.
Neste sentido tive de criar um nome que fácilmente se associa-se a este blogue, que já existia com este mesmo nome, mas que, por outro lado, fosse a cara da marca de produtos que queria criar. Nasceu assim a [im]perfect store.


A escolha de um nome para um negócio, empresa, marca, produto, blogue, não deve ser um processo tratado com leveandade. Tal como as primeira impressões que temos das pessoas são poderosas e definem um pouco o tipo de relação que iremos desenvolver com elas, o nome, acompanhado pela imagem, definirão, à partida, o relacionamento que terá com o consumidor, a comunidade, o cliente, o leitor, etc. A escolha do nome tem, por isso, de ser tratada com respeito e tempo, até termos a certeza que o nome escolhido é o único que faz sentido, o único possível.
Reuni algumas dicas que ajudarão numa escolha acertada do nome do vosso sonho:
  1. Pensa no tipo de nome que queres: se queres um nome que nada tenha a ver com o que a empresa faz, como é o caso da Apple inc, quem diria que vende computadores e afins? Se preferes uma abordagem directa então a opção de um nome que identifique exactamente o que a empresa faz será o mais indicado, Burger King é um bom exemplo disso. A criação de uma nova palavra, através da adição de letras a uma palavra existente, é uma opção relativamente em voga nos tempos que correm porém, talvez a mais arrojada e com maior risco tendo em conta que o nome tem de ser fácil de pronunciar, ouvir e memorizar. Como exemplo temos o caso do Skype.

  2. Faz uma lista de palavras que marquem a diferença no teu novo negócio. Pensa no que a tua empresa/blogue/produto irá oferecer e de que forma o fará. Por exemplo: vais montar um restaurante, talvez ofereça exclusivamente peixe, ou pratos extremamente baratos, ou com uma apresentação mais artistica, então a tua lista incluirá palavras como peixe, barato, artistico,... chama os teus amigos e familiares para participarem da tua lista com todas as palavras que achem que melhor possa descrever os bens, serviços ou conteúdos que irás criar e a forma como os pretendes diponibilizar ao consumidor ou leitor. Esta lista poderá ajudar-te não só na criação de um nome como também de um slogan

  3. Tendo em mente a lista que criaste, experimenta as várias palavra:
    • Juntando duas palavras familiares, exemplo: Facebook
    • Escrevendo propositadamente errado de forma a tornar a palavra mais sonante, exemplo: Tumblr
    • Usando sufixos ou prefixos numa palavra sugestionando o teor do negócio, exemplo: eHow

  4. Escolhe algumas opções que fiquem no ouvido, sejam foneticamente mais agradáveis, fáceis de produnciar, que soem de forma familiar. Evita palavras estrangeiras ao teu público alvo, se o teu público alvo estiver espalhado pelo mundo então o inglês talvez seja a opção mais coerente. Evita também palavras que possam ser pronunciadas de várias maneiras correndo o risco de passares uma mensagem errada.

  5. Depois de teres reduzido a tua lista, testa as tuas opções. Reune algumas pessoas e pergunta-lhes o que elas sentem em relação a cada nome.

  6. Procura a disponibilidade dos nomes mais bem cotados, tanto a nível da disponibilidade de domínio como a nível das entidades do teu país fiscal que regularizam a criação de empresas.

  7. Visualiza gráficamente uma ou duas opções pelas quais estás mais decidido e decide a que mais te satisfaz.
O nome tem de ter nele a representação verbal daquilo que queres vender mas também tem de ter a tua cara, tens de te identificar com ele, o que torna este um processo extremamente pessoal. Podes solicitar opiniões de amigos e conhecidos, ouvir as suas sugestões, mas no fim a decisão deverá ser inteiramente tua.

Muito sucesso! ♥

Sem comentários:

Enviar um comentário