11.6.16

momentos [quase] perfeitos


Não há nada melhor que a gargalhada das nossas crianças e não há nada mais simples de a conseguir. Desta vez foram as bolas de sabão, tão antigas e tão contemporâneas, e sempre com o mesmo sucesso. A tarde estava bonita e o pequeno "investimento" que fizemos, com a aquisição destas "pistolas", valeu-nos pela vida. Como é fácil arrancar sorrisos, como é simples brincar quando se é criança, como é bom esquecer o mundo lá fora e viver apenas neste nosso mundinho.
A L. brincou, a mana brincou, o pai brincou e a mãe fez aquilo que mais gosta, observou, fotografou e pensou... há momentos que valem tudo. E é assim e aqui que sou [mais] feliz.

 


Sem comentários:

Enviar um comentário