16.1.15

Será que o difícil é começar?


Não, para mim o difícil não é começar. Para mim o difícil é manter a motivação em alta o caminho todo. Pôr os olhos na meta e não desviar o olhar. A correr ou a andar mas nunca, nunca, nunca, nunca parar. 2015 tem metas bem definidas para mim. Não quero mais questioná-las, não quero mais tirar os olhos delas, não me quero distrair em nenhum ponto do caminho. Assim, a correr ou a andar, há que deixar de tentar e ir à luta com o corpo e a alma. Envolver a familia e mostrar o quanto os sonhos fazem parte de nós e não apenas de mim. Fazer crescer o vinculo entre o que é profissional e familiar porque quando se trabalha por conta própria, quando se tenta montar e fazer crescer um negócio, o limite entre o pessoal e o profissional é uma linha tão fina que se chama tempo... apenas o tempo divide as duas fases da mesma vida, a minha. A busca desse equilibrio vai ser um desafio mas a minha familia e eu vamos encontrá-lo.

Este ano vai ser cheio, exactamente como eu gosto:

* Planear um casamento (o nosso)
* Fazer crescer a Koalita Party
* Acabar o curso de Design de Interiores com exito
* Vir aqui frequentemente
* Ir a Portugal
* Acabar o ano com a sensação de missão cumprida.

E ainda encontrar tempo para experimentar novas receitas ao Domingo, pintar aguarela com a Laura, passear de mão dada com a Clara, conversar e ouvir os amigos, rir muito, tirar muitas fotografias, ver muitos filmes, ouvir musica, cantar e dançar, beber muita sangria, namorar, ver o mar e continuar a sonhar...

Sem comentários:

Enviar um comentário