16.5.14

Depois da (pequena) pausa.


E pronto eu gosto disto. Desta capacidade de decisão. Desta sabedoria no analisar. Nesta pausa que se impõe para se continuar ou começar.
Os dois últimos dias têm sido assim, mais leves. Tentar imaginar no que pode vir a ser cada conjunto de decisões que precisamos tomar. Optar pelo futuro que nos parece mais acolhedor e seguir em frente.
Claro que os dias claros ajudam a clariar. O sol é o melhor conselheiro. Mudar o rumo do pensamento, inspirar-me em vidas inspiradoras também ajuda.
Com os altos e baixos aprendemos a conhecer as coisas que nos stressam e as que nos refrescam a alma. Arrancar ervas daninhas tem sido um passatempo reparador para mim e para o jardim que já estava irreconhecivel. Falta muito pouco para podermos dar como aberta a época das churrascadas. 
A árvore foi curtada e faz uma diferença como da noite para o dia. Menos lixo, menos perígo para as crianças, mais espaço e mais sol (luz) que tanta falta nos faz aqui por estas bandas.
As mesas e cadeiras precisam de uma pintura. O cantinho para a Laura brincar já está arrumado e funcional. Só falta mesmo decidir onde vai ficar agora o barbecue mas isso é coisa para o homem do espeto ter alguma (não muita) opinião.
Que o sol se mantenha assim - é tudo o que falta dizer em surdina.

Sem comentários:

Enviar um comentário