25.3.14

diário de uma mãe [quase] perfeita


Ando meio perdida com isto das crianças crescerem apressadamente e as estações do ano e as férias... ai as férias!!! Essas marotas que nunca mais chegam e depois vão passar de Concorde.

A Clara não pára de crescer agressivamente, em duas semanas passa do tamanho 9-12 meses para o tamanho 12-18 meses - ainda mal posso acreditar -  pior é que também este não está assim tão folgado quanto isso. Esta minha budinha está a gerar um drama em mim. Com 5 meses, mal se senta sózinha e já tem babygrows com anti-derrapante. É de ficar assustada ou não é? 
A Laura entrou finalmente no tamanho 2-3 anos. Começo a substituir o guarda-roupa pelo número acima e pela estação mais fresca.
Com as férias à porta fico na dúvida se encho a mala de roupa fresca ou se ainda valerá a pena levar-lhe as galochas e as sweats. Será que o tamanho 12-18 não estará apertado para a Clara daqui a um mês? Preciso comprar uns trajes mais Primaveris (conto apanhar temperaturas mais quentes no final de Abril) Compro 18 meses? Será suficiente? Por este andar quando tiver 6 meses veste 2 anos. Ai as dúvidas... essas malvadas que não me largam!

A minha realidade: vou às compras para a Clara e trago roupa para a Laura. Sim... não sei lidar com este problema! Sou humana, e depois? 
Mas mesmo com a gaveta cheia de roupa que mal lhe serve, esta minha filha Clara tem um rosto doce, uma pele clara, macia, tão macia... as faces rosadas e carnudas, os olhos grandes arredondados e um sorriso dificil mas absolutamente iluminado. Grande sim, mas tão mimosa que é a minha budinha. Queria vestir-lhe vestidos de algodão cheios de detalhes femininos. Pôr-lhe uma fita na cabeça - que a mana nunca deixou. Mas quando entro na loja cheia de ilusões, vejo este e aquele tamanho e tudo parece umas vezes pequeno e outras exageradamente grande e eu viro as costas ao problema e saíu com uns sapatos e mais umas t-shirts para a mana Laura.

Sem comentários:

Enviar um comentário