8.3.14

A ti, Mulher!


Vivo rodeada de Mulheres. Tive duas Mulheres. Quanto mais me envolvo com elas mais certeza tenho que o Mundo sem elas - nós - não seria a mesma coisa.
Admiro a sua força, coragem, emancipação, independência, solidariedade, amor incondicional. Porque quando uma Mulher quer... QUER e não há nada a fazer. E quando ela não quer... NÃO QUER e ponto final. E não é assim tão complicado entende-las (r-me). Dentro de uma mente confusa, onde há dificuldade em saber o Norte e reconhecer caminhos, existe tudo e nada ao mesmo tempo, existe a certeza e a incerteza, o medo e a confiança, a esperança, as emoções ao rubro e muitas vezes a falta de raciocinio lógico porque é difícil conseguir lógica num torbilhão de emoções. E acredito que seja este último o que maior confusão e conflito traz ao homem. Tão desatento que é, dificilmente conseguirá entender que, não importa se na hora que disseram algo nós estivessemos a meter roupa na máquina, secar o cabelo e a aquecer o leite da filha, mesmo assim, a palavra dita entre dentes foi de facto ouvida. Que as palavras que não dizemos são as mais importantes e que fomos feitas para aguentar as dores de parto e sobreviver por isso sobreviveremos a qualquer outra dor mesmo que não o pareça.

Felicito portanto neste dia todas as minhas amigas, a minha mãe e as minhas filhas.
Sou rodeada por Mulheres de coragem que abraçam o desconhecido com a força que desconhecem ter. Mulheres de amor que lutam numa guerra desleal que é a de mãe-solteira. Mulheres independêntes que vivem o próprio sonho bastando-se. Mulheres emancipadas que se fazem à vida com os olhos postos num futuro generoso. Tantas e tantas Mulheres que fazem os meus dias e cultivam a minha mais genuina admiração. A elas e às outras... Feliz Dia da Mulher!

Sem comentários:

Enviar um comentário