10.3.14

Dos fins-de-semana que deixam saudade...


Este foi mais um... O sol fez o favor de brilhar, ao fim de dias e dias de frio e chuva parece algo do outro Mundo, algo impossivel de perder. Ficar em casa seria loucura.

E sabe tão bem partilhar dias assim com a família... e quando os amigos também estão presentes, então só queremos é que a semana não comece nunca e que o sol se atrase na sua fuga no horizonte.
Ontem foi para nós o primeiro churrasco do ano. Fez-me lembrar o trabalho que há para fazer no nosso jardim. As chuvas permitiram o crescimento descontrolado de ervas daninhas e coloriram o empedrado de verdete, o vento desarrumou brinquedos e partiu vasos e as madeiras precisam de carinho e atenção. Será que a Primavera este ano vai ser generosa? Não me assusta o trabalho que me espera para deixar o "jardim" novamente acolhedor e aprazivel. Quero passar tardes a arrancar ervas daninhas e a esfregar pedras se preciso for logo que o sol brilhe intensamente e permita dias diferentes à minha Pituca que tanto se aborrece fechada em casa em dias de chuva. Ontem a sua alegria... por correr livre e ao ar livre, chutar a bola e ajudar nos trabalhos pesados, encheu-me o coração de alegria e esperança de que afinal neste país escuro por vezes somos brindados com dias assim, cheios de luz e amor e de tão raros serem têm o dobro do valor.

Sem comentários:

Enviar um comentário