30.8.17

saudade ♥ palavras [quase] perfeitas


Abrir o blogue depois de dias inteiros a ouvir o murmúrio do mar, encher o olhar de paisagens verdejantes, sentir o aperto dos abraços mais desejados, viver no silêncio das horas onde apenas o sol marca a passagem do tempo,... Vir falar de saudade na saudade que já sinto desta tranquilidade vivida a quatro é sentir cada palavra com nostalgia, cada memória com saudade.

Na minha saudade dos tempos que já não voltam, das oportunidades perdidas, das pessoas que já partiram, dos lugares aos quais não voltarei, encontro a força para um presente de histórias, um futuro de desafios e um passado de memórias. Nesta minha doce saudade de um Agosto cheio de tudo, despeço-me de mais um ciclo com a saudade de um ano cheio de coisas boas, de sucessos e conquistas e de dificuldades ultrapassadas com a mesma resiliência que me caracteriza, a mesma força que me levanta sempre.

Somos resultado desta saudade portuguesa de deixarmos sempre um pedaço de nós nos lugares por onde passamos. Esta saudade que nos enraíza e nos faz pertencer, a lugares, a pessoas, a memórias...

9 comentários:

  1. Saudade da boa,daquela que vale bem a pena sentir porque é sinal que temos memórias que valeram bem a pena viver :)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ainda dizem que a saudade é triste... :P nem sempre ;)

      Beijinhos querida Matilde ♥

      Eliminar
  2. E eu que deixei passar mais um mês (no aterior estive de férias, mas neste esqueci-me completamente)..
    Gostei da tua interpretação! Um grande beijinho,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso nem parece teu Ana... já são as consequências da gravidez... :D

      Não faz mal, em Setembro há mais ;)

      beijinhos, é bom ter-te de volta ♥

      Eliminar
  3. As nossas raízes, a nossa terra, as "nossas" pessoas... é verdade, também acho que os portugueses são um povo que se envolve muito no ambiente por onde passa, mas também sei, que somos dos povos que mais valor dá à família e isso diz muito de nós próprios :)

    Tão bonito, tão "Teu", tão "Tu mesma"

    Gostei!

    Liliana
    http://thesilverwing.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida Liliana ♥

      somos realmente ligados à família, para o bem e para o mal ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  4. A Cris faz sempre interpretações muito bonitas e muito sentidas! A definição de Agosto é tão plena que é perfeitamente compreensível essa saudade que já sente.
    Beijinhos e bom regresso

    ResponderEliminar