9.8.17

Querida L.

Há dias que questiono tudo na tentativa vã de prever o teu futuro. Pergunto-me se o ensino inglês é o adequado para ti? Se este tipo de ensino de competição te ajudará a ser criança.
A sensação que tenho é que te dedicas apenas ao que queres com o intuito de ganhar e não com o objetivo no prazer que isso te possa trazer. Estudar deve ser algo intuitivo, prazeroso e desafiante mas não um jogo de vencedores e vencidos, como esta selva em que vivemos. Talvez te estejam a preparar para a realidade do mundo mas se por um lado te querem uma vencedora, uma competidora, por outro lado querem igualmente fomentar a tua imaginação e opinião crítiva. Se virmos isto numa perspetiva adulta encontro todas as vantagens do mundo em seres uma líder cheia de imaginação e sentido critico mas se me coloco no teu lugar percebo no quanto confusa pode estar a tua cabeça, a tua identidade, e o quanto frustrante se pode tornar tanta exigência e necessidade de ser a melhor em todas as áreas da vida.

Na semana passada inscrevi-te no desafio de leitura a decorrer entre bibliotecas e escolas. Enchem-vos de tarefas para fazerem nas férias quando as férias já têm a sua própria forma de passar o tempo: aliviar o stress, fugir à rotina, brincar de manhã à noite, passar tempo com a família, ser apenas criança. Porquê esta necessidade de "obrigar" a ler, a construir frases, a somar, a desempenhar tarefas e a robotizar as crianças numa direção castradora, quando em cada brincadeira criada com somas e multiplicações intuitivas, com estórias imaginadas, letras soletradas e palavras inventadas se aprende tão mais?

Queres ganhar a medalha da leitura sem teres o chato trabalho de juntar letras na lenta leitura que te desespera. Nada se consegue sem trabalho, sem esforço e sem dedicação e é para mim, minha querida filha, o fundamento deste desafio. Não irei entregar livros que fingiste ler até perfazeres a quota de livros que te oferecerá prémios e medalhas, não te ensinarei que a mentir e a aldrabar se consegue chegar onde se quer, não contribuirei para uma falsa educação porque acima de qualquer desafio, leitura ou tabuada, existe a educação dos valores essenciais que nos distingue como pessoas, e desses não abro mão.

Se eu te conseguisse fazer entender a essência de um livro, o quanto se pode viajar entre palavras e a quantidade de prémios que podemos colecionar ao fomentarmos a curiosidade através da leitura. Se tu entendesses que esta é a pior fase mas que quanto mais praticares mais depressa descobrirás os sons por trás das letras...
Minha querida L. como gostaria que não te perdesses pelos caminhos tortuosos da vida. A inteligência não está no comprimento do cabelo cortado à Rapunzel e que não a impediu de continuar a ser curiosa e intuitiva. Nem no sapato de cristal que depois de quebrado não azedou a doçura da Cinderela. Não importa o castelo onde se viva pois a Bela apaixonou-se pela biblioteca de um Monstro de qualquer maneira. Não é uma medalha que te dá virtude e sim a tua atitude. Não deixes de ser tu para ser ninguém pois ninguém é melhor que tu na tua essência. Usa a curiosidade que te caracteriza para ganhar as medalhas e não te deixes julgar pelas que brilham sem mérito e esforço.

Não é por não te fazer a vida fácil que te amo menos e sei que um dia me entenderás e concordarás comigo.

A tua mãe ♥

4 comentários:

  1. Quero acreditar que estamos no pais certo, apesar de também ter o mesmo receio que tu, querida Cris. Mas vais ver que a tua filhota vai conseguir dar a volta, afinal de contas, tem a tua ajuda e apoio ;)
    Bjinhossshttps://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. às vezes parece que estou a lutar contra um exército inteiro sendo que o exército será a escola (desde alunos a professores passando pelo metodo de ensino que ainda não tenho certeza se realmente funciona a longo prazo ou não)... :/

      beijinhos

      Eliminar
  2. Não lhe fazeres a vida fácil, faz parte do papel de mãe....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No país em que vivo, às vezes fico com dúvidas :/ mas também acho que só assim ficarão preparadas para o que aí vem...

      Beijinhos

      Eliminar