18.7.17

bastidores do trabalho ♥ brandless berta

Brandless Berta é uma das marcas da Helena Ribeiro. Quem é a Helena Ribeiro? É isto... este sorriso livre e esta enorme força de viver. Não conheço pessoalmente esta mulher coragem mas trocamos tantas gargalhadas juntas que esta é mesmo a melhor imagem que faço/tenho dela. Não há barreira grande demais, nem criatividade que fique por concretizar, não existem vitórias fáceis nem celebrações por festejar. Helena é vida, é sol e é mar e é, toda ela, esta marca que talha com o coração nas agulhas que tem nas mãos. Às vezes não precisamos mais do que um sofá para montar o nosso próprio negócio.
Sou a Helena, tenho 42 anos, vivo em Coimbra com o amor da minha vida, o meu filho.
Sou licenciada em Arquitetura, vim para Coimbra tirar o curso e nunca mais fui embora.
Não exerço arquitetura, nunca exerci, por uma questão de falta de oportunidade. Acabei o curso já integrada na função pública, o que me levou pela vertente mais burocrática da especialidade.
Talvez por isso sempre tenho sentido uma necessidade extra de criar, de estimular a imaginação, de aprender cerâmica, fotografia, programas informáticos, técnicas de trabalho em acrílico... um sem número de coisas.
O trabalho em acrílico, todo manual, é uma coisa que me absorve muito e, exigindo que trabalhe num espaço próprio, fica mais complicadoo com o meu filho ainda pequeno. Comecei então a procurar uma forma criativa de me expressar que pudesse fazer sentada no sofá, com ele ao pé, o croché pareceu-me ideal.


O croché apareceu na minha vida relativamente cedo. Aprendi a fazer croché com a minha avó, nas minhas férias de verão, por volta dos sete anos. Em todas a férias de Verão lá aprendia a fazer mais um ponto, um truque, uma peça... tanto com a minha avó como com a minha mãe, tanto croché como tricô ou até bordar. Não me lembro quando parei, mas sei que passaram-se anos sem fazer fosse o que fosse.
Foi então que, com o nascimento do meu filho, voltei às origens com o ponto de cruz nos babetes e as mantas em croché.
Com este interesse renovado, comecei a pesquisar e fiquei maravilhada com os novos artigos de joalharia em croché, comecei a procurar modelos para mim mas não encontrei nada como queria, foi então que resolvi desenhar e fazer eu própria as minhas peças dando origem aos pequenos brincos em ponto pipoca, claro que com muito faz e desfaz pelo meio até conseguir a imagem e forma desejada. Daí para os alfinetes foi um salto.
Mais tarde enveredei pelo mundo do amigurumi, do croché japonês, das maravilhosas revistas japonesas. E, além de fazer algumas peças de vestuário para mim, comecei a fazer miniaturas de vegetais, fungos e frutos.

Nunca sigo instruções sem inventar, acrescentar, retirar, desmanchar e refazer.

Depois de me separar do pai do meu filho fiquei no desemprego, todos os planos que tinha para lançar um negócio próprio, já com uma máquina de corte e gravação a laser que entretanto adquiri, foram por água abaixo.
No ano passado voltei ao croché, e fiz dois biquínis para mim, uma curiosidade minha que já estava para satisfazer há algum tempo mas que só tive coragem quando perdi o peso físico que tinha a mais. No entanto, só há poucos meses, numa situação de vida menos positiva, é que parei para pensar: "o que poderei eu fazer para conseguir dinheiro para pagar as contas". Foi quando me lembrei do meu biquíni feito o ano passado e tão cobiçado pelas amigas. Como já tinha uma amiga que me tinha pedido um comecei por fazer o dela que ficou uma verdadeira delicia. Desde esse as minhas mãos não têm parado.
Tenho modelos em que uso os esquemas que encontro na internet, que tem sido grande fonte de inspiração, tenho outros que são 100% criações minhas.
Estou sempre atenta aos modelos das coleções atuais porque qualquer forma, modelo ou imagem são inspiração para novas ideias e designs.

A marca está a crescer e a solidificar-se com a ajuda das amigas e conhecidas, desafiando-me para criar novas e diferentes peças, as contas têm sido pagas. Porém, para crescer com consistência há que fazer chegar o meu produto a novas clientes. Toda a divulgação é muito bem-vinda e, se por acaso gostarias de ter uma peça única feita à tua medida, não hesites em contactar-me pelo facebook ou através da minha loja etsy. Segue-me também no instagram e torce por mim ♥
[todas as imagens]

7 comentários:

  1. Adoro o talento da Helena :) Faz-me lembrar a minha falecida madrinha que sempre puxou por mim para esta arte mas eu confesso que nao tenho jeitinho nenhum :)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então és como eu que podia ter ficado uma expert na matéria com os ensinamentos da minha avó materna mas as agulhas foram sempre amores passageiros... :P

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Um destaque bem merecido! A Helena é fenomenal e uma grande artista que tenho grande prazer em conhecer pessoalmente!
    Beijinhos Helena sucesso sempre!
    Parabéns Cris!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Andreia ;)

      A Helena merece bem todo o sucesso do mundo ♥

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Irei torcer por ti Helena ♥ Porque um bom coração como o teu merece todas as boas oportunidades que a vida te possa oferecer. Já conheço o teu trabalho hà algum tempo e sei que colocas todas as tuas boas energias em tudo o que fazes :) Desejo-te sucesso, muito sucesso!

    Obrigada Cris por esta entrevista :)

    Um beijinho grande às duas

    Liliana

    http://www.thesilverwing.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Toda a força positiva é bem-vinda ;)

      Fico feliz que tenhas gostado do post ♥

      Beijinhos

      Eliminar
  4. O destaque muito interessante... Não conhecia...

    ResponderEliminar