30.3.17

quem vale a pena [imperfeições alheias]


No decorrer das nossas vidas iremos coleccionar encontros, conhecer o mais variado género de pessoas que nos enriquecerão ou tentarão diminuir-nos.
Acredito que se conseguirmos perceber quais as companhias imprescindíveis e quais as descartáveis em nossas vidas, isso poupar-nos-á imensos problemas inúteis e desnecessários; basta que mantenhamos próximo quem tem sempre aquela palavra que motiva, que reforça, que aplaude, que tenhamos presente aqueles que jamais duvidam do nosso potencial humano e que acreditam em nós, no que somos capazes e em tudo o que poderemos alcançar.

É essencial escutar as pessoas que realmente gostam de nós, que querem nosso bem estar físico e psicológico, que nos sorriem naturalmente, que são verdadeiras à nossa frente e na nossa ausência sem que seja necessário forçar uma amizade, um amor, o respeito mútuo, nada; e devemos depois afastar-nos dos outros que duvidam quase sempre de que algo bom nos possa acontecer, dos que imaginam o futuro de cores negras.
Por isso aceita um singelo conselho meu: não dês ouvidos às desmotivações e negatividade de todos os que só se chegam a ti com intuito de pregar rasteiras, de desacreditar as coisas que impliquem que sejas feliz; não permitas que o teu sorriso se desfaça por causa de palavras de gente chata, pessimista, egoísta e maldosa.
Ao invés aproxima-te e rodeia-te das pessoas que brilham sem ofuscar ninguém, sem te ofuscar a luz natural que emanas, daqueles que alcançam seus sonhos sem que precisem de destruir outrem, sem usarem a falsidade, sem derrubarem quem lhes atravesse o caminho.
 Ouve e respeita os que dividem o brilho, os que compartilham sabedoria, multiplicam conhecimento e espalham amor, bondade, harmonia.
Os seres humanos que sobem na vida por conta própria, por seus próprios méritos e meios são aqueles que nunca deixam de ser quem realmente são onde quer que estejam e com quem quer que estejam.

Ficarmos longe de indivíduos que não conseguem obter resultados ou satisfação sem derrubarem os demais, sem invejarem os que possuem competência e felicidade de sobra é de extrema importância; convém que fiquemos longe de quem só fala mal dos não presentes, de quem só critica, dos que só sabem querer aquilo que não têm.
Inevitavelmente, claro, iremos passar por variadas decepções com pessoas em quem depositámos sentimentos sinceros, seremos alvo da maldade de muitos que até não nos conhecem verdadeiramente, desencorajar-nos-ão perante os sonhos aqueles que não creem na força do amor; porque infelizmente nem todos os seres deste planeta têm ou terão a decência de se colocarem no nosso lugar, de calarem a voz quando o momento assim o pedir, de se retirarem de cena quando estiverem a mais…
Viver e conviver não é fácil, não tem manual de utilizador, não vem com regras de bem fazer, mas apesar de tudo isso continuo a crer que darmos as mãos aos verdadeiros amigos, aos que realmente nos amam e acreditam em nós, é o que nos manterá firmes pelos caminhos que formos traçando rumo à felicidade de que somos merecedores!

por Nadya Prazeres 



[imagem]

4 comentários:

  1. Tudo dito, vivendo e aprendendo ;) A minha maxima dos ultimos anos tem sido, poucos mas bons :)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Matilde, é realmente melhor a qualidade que a quantidade no que toca ás melhores e mais importantes coisas da vida. Beijinhos e sê feliz!

      Eliminar
  2. Temos mesmo que nos rodear de pessoas que brilham e ignorar as outras...

    ResponderEliminar