29.3.17

melancolia ♥ palavras [quase] perfeitas

Enchemos o peito de melancolia nos abraços que não damos, nos beijos que não recebemos, na vida que não temos, no sol que não brilha, no vento que não sopra, na árvore que não vinga, nos caminhos que não se cruzam, nas palavras que não se dizem. Enchemos a alma de dor, de aperto e solidão. Conformamo-nos com o que temos num gesto desistente de ser, sonhamos com o que não temos e que nos parece distante. 
Mas o que temos de aprender é que a vida nos é dada com a mesma surpresa inesperada que nos é tirada e, entre o viver e o morrer, existerá sempre melancolia e alegria, de tão opostas que são tornam a vida num verdadeiro ato de magia e exatidão.

[ post para o desafio #palavrasquaseperfeitas de Cris Loureiro blogs, participa também]

5 comentários:

  1. Excelente descrição, a vida e mesmo feita disto :)
    Gostei muito ;)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk

    ResponderEliminar
  2. Tão verdade, e a vida tão curta para ser só melancolias.
    Adorei...😘

    ResponderEliminar
  3. Entre o viver e o morrer não existem só coisas más, também existe a melancolia...
    Adorei o texto...

    ResponderEliminar
  4. A melancolia, tal como a alegria também é um estado de espírito e faz parte da vida. Mas esperemos ter mais dias de alegria do que de melancolia ;)
    Beijinho

    ResponderEliminar