7.2.17

blogger's house ♥ the silver wing



É na asa prateada que a Liliana traz ao pescoço, que me sinto a viajar cada vez que visito o seu blogue: The Silver Wing. Não faz muito tempo, na verdade, a Liliana participou no meu desafio palavras [quase] perfeitas de janeiro, a empatia gerou-se nas palavras depositadas naquele post sobre "acreditar". Gosto de palavras sinceras, entoadas com leveza e esperança. Imediatamente quis conhecer um pouco mais sobre a pessoa gentil que vai deixando pedacinhos de si numa asa de prata. Hoje ela faz as honras do blogue e convida-nos a dar um passeio pela sua casa e vida.

Antes de mais quero agradecer à Cris por me ter convidado para escrever na rúbrica "blogger's house". Obrigada… Mas sabes Cris, este convite surge numa altura da minha vida onde eu não posso afirmar “esta é a minha casa”… mas lá chegaremos!
O meu nome é Liliana, tenho 34 anos, nasci em Lisboa e sempre morei nos arredores de Lisboa. O ano passado mudei-me para casa do meu pai, em consequência de um casamento que chegou ao fim... Ainda morei sozinha, mas cheguei à conclusão que necessitava de um tempo para me restabelecer, não só emocionalmente como financeiramente, e foi aí que tomei a decisão de voltar a morar com o meu pai.

A casa onde moro agora, à qual eu chamo “a casa do meu pai”, é uma moradia com 5 quartos, 4 casas-de-banho, uma sala, uma cozinha, um sótão e um quintal (onde até já plantei girassóis…). Encontra-se localizada num alto, onde temos o privilégio de observar o rio Tejo. É sossegada e muito silenciosa. É o meu templo. Eu e os meus pais fomos para lá morar quando eu tinha 18 anos, pelo que passei toda a minha adolescência ali. Depois saí para morar com o meu ex-marido e passado 7 anos regressei.
Eu chamo-lhe uma casa rústica… e de facto é! Está decorada e mobilada com móveis antigos e pelos quais eu tenho muita estima, porque me trazem recordações da minha infância e têm o toque da minha mãe. A sala tem uma lareira (que raramente usamos ) e é muito simplista. Cá em casa, temos uma política “anti-televisão”.
De facto, sempre achei esta casa enorme para nós os três, e com a saída da minha mãe, ainda mais… Nessa altura decidi torná-la uma casa “minimalista” por isso mantive todas as decorações que a minha mãe lá deixou, mas tentei “aliviar” o estilo, mantendo apenas as peças que achei que melhor combinavam, e lentamente fui-lhe juntando uma nova decoração muito fiel à antiga.
Hoje em dia, olho para aquela casa como o meu refúgio… passo muitos fins-de-semanas sem sair de casa, mas nunca me senti sozinha, nem tão pouco aborrecida. A verdade é que esta casa traz-me paz e consegue dar-me energias positivas.
A minha divisão favorita é a biblioteca. Nela faço de tudo um pouco, como ioga, meditação, leio livros, oiço música, descanso, trabalho, estudo… Esta divisão tem uma excelente exposição solar, pelo que só devido a este facto já se torna a minha favorita. Tem um móvel enorme que está repleto de livros e de recordações. Este era o móvel do meu quarto quando era criança.
Nesta fase mais complicada, os meus pensamentos não conseguem idealizar a minha casa perfeita, nem tão pouco conseguem pensar no futuro… hoje só penso no presente, em ser feliz e manter-me saudável. Um dia espero ter uma casa a que possa chamar “a minha casa” e colocar lá todos os objetos e decorações que me façam sentir bem. Para mim pouco me importa se irá ser uma casa grande ou pequena, quero apenas que ela se identifique comigo e que eu me sinta bem lá… tudo o resto virá!
 

16 comentários:

  1. Adorei as imagens! A paisagem é magnífica e aquele telefone antigo é um mimo! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também adoro o telefone e o giradiscos que está na biblioteca... autenticas reliquias :P

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Obrigada Chic'Ana :) Um beijinho grande para ti!

      Eliminar
  2. Para além das fotos, encantou-me a maneira singela como a Liliana descreve o seu espaço tão acolhedor mesmo não sendo ainda a sua casa. Lá chegarás Liliana, quando o tempo for o certo e o coração to ditar.Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Nádya! Também espero que venham melhores dias, especialmente junto das pessoas de quem mais gosto :) Mas só o tempo me ajudará...
      Um beijinho

      Eliminar
    2. Beijinhos amiga, mal posso esperar para que tenhas a tua para te convidar também ao meu blogger's house ♥

      Eliminar
  3. Gostei muito deste cantinho, realmente home is where the heart is, e o sitio onde nos sentimos bem :) Adorei cada detalhe, cada pormenor :)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Matilde! Obrigada pela tua visita :)
      Concordo contigo... o que importa mesmo é forma como nos sentimos, tudo o resto de adapta :)
      Um beijinho

      Eliminar
    2. onde o nosso coração está e onde as nossas pessoas estão ;)

      beijinhos, Matilde ♥

      Eliminar
  4. Apesar de não ser apreciadora de mobiliário escuro, gostei da "tua" casa. e percebo perfeitamente quando dizes que a biblioteca é o teu espaço preferido: livros, musica e sol não há melhor para distrair a mente de coisas menos boas.
    Vais conseguir com toda a certeza ter a tua casa, mas por enquanto aproveita o colo que tens neste momento :)
    Beijinhos e gostei de te conhecer
    Marta
    https://pitinhosdamarta.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida Marta... a combinação perfeita dos elementos mais importantes :)

      Beijinhoa

      Eliminar
  5. Aquela biblioteca tem um pouco de tudo :) Tem os livros, a música, o tapete do ioga, o sol, a secretária,os incensos, as velas, os álbuns de fotografia...e está voltada para uma varanda enorme :) É tudo aquilo que se identifica comigo :)
    Espero que um encontre um cantinho só meu e ao meu estilo :)
    Um beijinho Marta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não sabia da varanda mas parece a cereja no topo do bolo... ♥

      Um dia terás com toda a certeza um espaço à tua medida... só não podes deixar de acreditar ;)

      Beijinhos

      Eliminar