22.7.16

Quando se vive em Inglaterra



Será que parece mal não dar publicamente os parabéns à família real? Não sei. O aniversário da rainha até me passou ao lado mas o príncipe George, possível candidato a genro, nunca se sabe as voltas da vida, é melhor felicitar. Até porque é uma criança, uma criança que não pode ser totalmente espontânea, nem mesmo rebelde, digo eu, não sei. Olho para a Clara e penso... Será que o príncipe também faz uma birrinha do género quando tem convidados em casa? Será que se esconde deles, sai da mesa a meio da refeição, mexe nas malas das senhoras com curiosidade, será?


Só por isto esta criança já merece as minhas felicitações. Parabéns príncipe George. Que o futuro não seja demasiado exigente para ti. Três anos se passaram e, hoje, espero que sejas uma criança feliz, que corras com liberdade, abraces só os que mais amas e que possas escolher sozinho os teus caminhos futuros, que tenhas horas só para ti, possas andar nu pela casa, descalço pelo jardim, que te seja permitido errar sem seres criticado, seres silencioso nos dias não e gritares nos dias alegres, que te seja permitido viver e seres feliz em criança, adolescente e adulto.
 
P A R A B É N S !



Sem comentários:

Enviar um comentário