27.6.15

Reflexão da semana #01

Tem se falado muito da gata que foi queimada viva... eu não quero falar disso porque só de pensar em tal sinto as lágrimas a querer escaparem-se dos olhos e não quero preocupar a minha filha Laura. Não quero desiludi-la já no que diz respeito à raça humana, não quero que ela descubra nunca que as suas raizes vêm de um país selvagem (pior que selvagem, monstruoso). Por já me ter confrontado muito de perto com as atrocidades que existem em Portugal contra os animais, evito ler e abrir as mil e uma notícias que vão passando no meu facebook com casos dementes... como é que, com pessoas assim, o país poderia estar diferente!
Temos dois gatos adoptados muito antes da Laura nascer. Fazem a sua vidinha pacada cá em casa, temos regras bem definidas que, apesar de serem gatos, cumprem com algum rigor. Gostam de mimo, são muito mimalhos, gostam de colo ao contrário da maioria dos felinos, não se incomodam em demasiado com a energia excessiva das crianças e elas vão aprendendo a gostar e a lidar com eles.
Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, assim como não o é com os animais mas há uma coisa simples que se chama respeito e isso devemos a este canto que habitamos, devemo-lo aos seus habitantes em geral e aqueles que nos amam em particular. Só desejo conseguir passar este simples valor às minhas filhas e que elas nunca percam a esperança na raça humana, para mim está cada dia mais difícil mantê-la.

Bom fim-de-semana e esta música... 

Sem comentários:

Enviar um comentário