19.6.15

Os óculos da Pituca

 A semana dos tios foi cheia de vida e brincadeira. A Laura andou encantada e a Clara foi encantando, apesar de ter andado meio adoentada.
A nossa Pituca já anda de óculos e toda orgulhosa. No início estava reticente a usar os ditos de forma continuada mas acabámos por chegar a um acordo e na escolinha já diz que tem muito orgulho nos seus óculos porque a mãe lhe disse que ela ficava muito bonita com eles. Tenho esperança que, por ter sido detectado tão cedo, se consiga corrigir até aos seus 6 anos, que é o período de tempo em que os olhos se vão ajustando e adaptando.
A L. começou a ser seguida no hospital devia ter pouco mais de 2 anos. Não é fácil detectar um problema de visão (logo que não seja demasiado grave) em tão tenra idade mas no caso das nossas filhas nós temos sido pais bastante atentos neste sentido porque ambos temos um historial clinico de uso de óculos. Eu por exemplo uso óculos ou lentes de contacto desde os meus 10 anos aproximadamente e quando comecei a usar o problema já ia avançado pelo que nunca mais os tirei. No caso do pai da Laura, embora não tenha tanta gravidade, também começou a ver menos bem de uma das vistas relativamente cedo, cerca dos 20 anitos.
O que nos chamou a atenção da situação da Laura foi o facto de ela semi-cerrar um dos olhos ao ver televisão. Todas as crianças têm tendência a querer ver a televisão em cima dela, isso por si só não significa que haja um problema ou que possa vir a ser causa de um problema. O comportamento que a criança tem ao ver a televisão, as expressões que por vezes se tornam ou parecem "tiques", essas sim, são um bom motivo para nos mantermos vigilantes e, em caso de dúvida, consultar um oftalmologista.

A L. foi a várias consultas com interválos de 4 a 5 meses, por ela ser bilingual o seu inglês não estava à altura das respostas que ia dando ao doutor comprometendo assim a seriedade dos testes que foram sendo feitos, desta forma o médico achou que as suas conclusões não eram contundentes, até à última consulta que fez em Maio. A primeira fase de testes levaram a um resultado menos positivo para um dos olhos e foi levado a cabo um exame mais profundo e completo dos olhos, com aplicação de gostas de contraste, 30 minutos de espera e acabando com uma receita para a graduação das lentes da nossa pequena Laura. Felizmente as crianças têm acompanhamento médico gratuito aqui em Inglaterra. Até aos 16 anos não pagam consultas médicas, exames, tratamentos médicos, dentários e oftalmologicos, os óculos não são pagos até um certo valor, no caso da L. pagámos cerca de £11 porque não havia armações totalmente financiadas que não ficassem a boiar no pequeno rosto da nossa princesa. A criança tem ainda direito a substituir os óculos caso se partam. Podemos dizer que as crianças neste país só não são cuidadas se os pais forem negligentes.
Em portugal não é bem assim mas em todo o caso é importante que os pais não descuidem dos olhos dos seus filhos logo desde bem pequenos, é melhor pagarem óculos durante 2 ou 3 anos (tendo a possibilidade de a vista da criança se corrigir até aos seus 6 anos aproximadamente) do que o resto das suas vidas.

2 comentários:

  1. Encontrei este cantinho por acaso, e verifico que tal como nós, vocês também sairam de Portugal! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Xs, bem-vinda :) Espero que o acaso te traga muitas mais vezes aqui. Já saímos de Portugal vai fazer 6 anos. Espero que a vossa aventura esteja a ser positiva ;)

      Eliminar