3.11.14

Bem-vindo Novembro!



Passou o mesmo de Outubro à velocidade que já sabia. A casa sempre cheia. Festas e coisas a tratar, Trabalho e compras. Os avós chegaram e os avós partiram. A Laura ficou triste e a Clara ainda não percebe muito bem estes intervalos de visitas.
Mais um mês a começar, num ano que passa a voar. Já cheira a Natal.
A Laura fez 3 anos numa festinha animada de Halloween antecipado. A noite de Halloween chegou e entre doçuras e travessuras foram muitos os meninos a baterem-nos à porta. Sentirmo-nos integrados nesta pequena comunidade é a cereja no topo do bolo. A Laura já tem amigos que eu nem conheço mas que a chamam do outro lado da rua "Hello Laura" e ela sorri envergonhada. Como cresceu rápido a nossa Pituca.
Novembro, o mês dos dias curtos. Depois de um Outubro cheio de festas e comemorações e antes da época tão esperada e que tanto adoro, o Natal. A chegada de um novo ano mesmo à porta. Criamos novas metas, renovamos objectivos antigos, sonhamos com mais e melhor. O ano está mesmo a acabar...

O Outobro não foi apenas um mês de festa. Houveram desilusões mas até essas foram minimizadas e passaram a lições. Os "amigos" vão-se "auto-eliminando" e de tantos amigos que às vezes temos a ilusão de ter ficam apenas os AMIGOS. Aqueles que às vezes estão mais longe e que vimos menos mas que na hora estão lá, não arredam pé nem mudam de ideias. Estão presentes quando são chamados. Esses não sufocam. Dão espaço para a nossa vida. Não se chateiam porque não ligamos todas as semanas mas ficam agradecidos quando perguntamos se tudo está bem. Nunca tive muitos amigos mas os que ficam sabem que tudo farei por eles. Outubro foi sem dúvida o mês dos amigos. Foi bom reve-los, redefini-los e sentir-me querida pelos que, às vezes, achamos estarem na deles mas na hora certa estão lá para nós. Obrigada aos amigos que ficam, numa sociedade em que a amizade começa a ser descartável e tristemente um jogo.Hoje regressamos à rotina. As manhãs começam cedo. A Laura vai para a creche e a Clara fica. A atenção divide-se entre ela e o trabalho. Faça chuva ou sol os dias começam com uma caminhada a pé, e hoje fez chuva!


Sem comentários:

Enviar um comentário