30.5.14

Caros"bifes" aqui vos informo e esclareço

Foi com tristeza que tomei conhecimento do resultado das Eleições para o Parlamento Europeu. Parece que estamos a voltar atrás, para um passado bem negro que pensamos fazer parte apenas dos livros de história estudados na escola. E quando digo isto falo a nível geral. Já nem comento a abstensão e o "mais do mesmo" que caracteriza Portugal. O "ai que isto está tão mal" e o "são todos iguais" por favor... actualizem-se essa conversa é que é sempre a mesma e não tem mudado nada como está mais que provado. Mas pronto... continuem assim e depois queixem-se da crise. A crise começa é logo na ordem de pensamento do povo.  À frente...

Ainda não tinha escrito nada sobre o assunto mas acho que devo. Conforme documentei o acto de voto é justo comentar as consequências do dia "V". Sou franca, não contava com uma vitória tão decisiva de um partido anti-Europa. Sei que a opinião pública inglesa está com os imigrantes pelos cabelos mas se há assim tantos, onde estiveram eles no dia 22 de Maio? Dizer "seja o que Deus quiser" quando a Inglaterra sair da Comunidade Europeia e todos passarmos a ser ilegais não me parece que vá resolver a situação, até porque Deus não arbitra nada nestas questões politicas, tem mais com que se preocupar.
Eu até entendo a opinião dos Ingleses em certos aspectos, porém acho que andam iludidos quando acham ( santa ingenuidade) que os males do mundo deles é a imigração, essa cambada que vem para aqui viver às "nossas" (deles) custas e usufruir da "nossa" (deles) saúde pública. É aqui que passo eu a esclarecer... caro com'on a saúde pública é tanto minha como tua uma vez quecá moro e pago os meus impostos como qualquer outro nativo britânico. Benefícios? Pensa bem... quantos amigos tens a viver às custas deles, e até mesmo tu... se nunca precisaste, sorte a tua. Agora meu caro, talvez seja hora de começares a pensar e refazer a tua dieta porque não sei onde irás comer as pizzas, os croissants, o pão polaco, o chouricinho espanhol, sim se é para cortar com o mal então corta-o pela raíz e acaba com as importações porque afinal de contas sois auto-suficientes e podes perfeitamente ir limpar a loo (leia-se sanita) que acabaste de borrar toda num shopping qualquer. E olha que 10 a 12 horas por dia de pé a atender mesas e a sorrir de orelha a orelha pelo ordenado minimo (tu que até nem gostas de mostrar muito os dentes) também é trabalho.
Aproveita e vai dizendo aos milhares dos teus brothers que andam espalhados por essa Europa fora que está na hora de voltar para casa... assim como assim afinal as consequências dos teus actos eleitorais tocam a todos.
Aproveitavas mas é a tua moeda mais poderosa e continuavas a fazer umas boas transacções sem alfandegas e gastos extra pelo meio. A ver vamos no que isto vai dar.

Sem comentários:

Enviar um comentário