8.2.13

Pinta a pinta...

Ai que saudades de vir aqui a este meu cantinho! Mais uma semana que voou - assim fico velha depressa!
Pois a minha "piquena" está com varicela... pelo menos é o que parece do diagnóstico que os pais fizeram dado que os médicos abstêem-se de a ver - assustador não? - assim é a medicina pública! "Não, não, não a traga para aqui, mantenha-a a quilometros, o ideal talvez seja mesmo mudar de planeta." - meus amigos, é apenas varicela... em que século estamos?! E assim vão nascendo pintinhas vermelhas na minha pequena estrela. Parte positiva é que já fica despachada desta... venham as outras "quinhentas" tipo sarampo, papeira e afins. Parte negativa é que a minha princesa não pode ir brincar com os amiguinhos do infantário, vai faltar a uma festa de fantasia super "cool" e anda para aqui toda mole sem grande vontade para os seus tachos e bonecos. Criança sofre...

Não gosto muito de comparar a medicina inglesa com a portuguesa. Acho injusto comparar um serviço pago com um gratuito. Em Portugal foram poucas as vezes que recorri ao serviço público e além de ser pago (mesmo o governo gostando de dizer que a saúde pública é gratuita, só se for para ele) o tempo de espera é inadmissivel, e o serviço em geral deixa muito a desejar. O serviço privado funciona em parte. Não se entende que eu espere mais para ser atendida num consultório privado em Portugal do que num consultório público em Inglaterra - a relação latina com a pontualidade é um caso que merece estudo cientifico. Em Inglaterra só tenho conhecimento do serviço público e a nivel de respeito pelo paciente é um pouco superior. O tempo de espera é aceitável. Pela minha esperiência, quando temos de esperar mais (no caso de uma urgência no hospital) somos avisados disso e podemos mesmo ir a casa e voltar mais tarde dentro do horário em que provávelmente seremos atendidos. O serviço é realmente gratuito, exames, análises, serviço de enfermagem, serviço de ginecologia e planeamento familiar, nutrucionista, etc. Se é bom? Tem dias, tem médicos... em todo o lado a competência é rival da incompetência e aqui não podia ser diferente. Temos sempre a hipotese de nos queixarmos e sermos ouvidos o que não é mau e quem está mal muda-se e por isso o melhor é procurar outro GP (centro de saúde) porque este onde estamos inscritos está muito abaixo das expectativas. 
Enquanto isso a Laura vai lutando com as suas pintinhas, sorrindo menos, brincando menos ainda e dormindo muito mais. 

Sem comentários:

Enviar um comentário