8.9.17

[quase] verde ♥ sabonete líquido para mãos

As notícias não têm sido animadoras, a Terra geme, grita e retalia todas as maldades que lhe, que nos, vamos fazendo. Tornados, sismos, tsunamis, sempre houveram, é bem verdade, mas também é verdade que as proporções e a constância tem-se agravado. Os glaciares vão derretendo e a nós preocupa-nos onde iremos viver quando a actual costa for substituída por mar. Somos de uma ingenuidade, de um egoísmo e de uma soberba atroz e vamos continuando a preocupar-nos essencialmente com o próprio umbigo. Em várias torneiras já se bebe (micro) plástico, na minha não creio porque ainda há alguns meses vieram testar a água e não me admirava nada que fosse esse o objetivo da pesquisa. Não me sinto privilegiada por isto até porque provavelmente não bebo plástico mas como-o nas alfaces regadas por ele ou nos peixes apanhados no mar. O plástico já faz hoje parte da cadeia alimentar, mesmo ao lado do sol.

Cá em casa, neste país Inglaterra, é uma tarefa estoica conseguir fugir ao plástico, é quase ter de criar todo um novo conceito de vida existencial. É um consumo de tempo, recursos e desgaste emocional. É frustrante e pouco motivador. Eu optei pela minha sanidade mental, não sou heroína e nem tenho qualquer pretensão de o ser. Porém sou consciente e quero que isto dure, pelo menos até as minhas filhas ficarem bem velhinhas, sim também tenho umbigo. 
Para levar a cabo uma transformação de qualquer natureza tem de haver uma motivação. Eu tenho três, elas e o mar, porque não adiante andar para aí a dizer o quanto o mar é importante para mim e puxar o autoclismo de detergentes logo a seguir.

Esta foi a minha primeira mudança. Alterar a espuma que vai na água cá de casa. Ainda não o consegui a 100% mas falta muito pouco tendo em conta que há sempre avanços e recuos, nem sempre as coisas que resultam para os outros resultam também para mim. Nesta pequena/grande luta temos de nos recriar e de voltar um bocadinho atrás na história.

Aqui falei de como deixei de comprar detergente da roupa, já devo ter poupado umas 40 libras nestes últimos 3 a 4 meses. Mais ou menos na mesma altura passámos a usar apenas sabonetes amigos do o ambiente nos banhos cá de casa, amigos do ambiente e das filhas que não se queixaram mais de ardores. Como para elas é mais fácil e motivador lavar as mãos com sabonete líquido, não passou muito tempo até fazer um sabonete líquido cá para casa. Muito simples, peguei no processo usado na receita do detergente da roupa e, do sabonete sólido fiz líquido.


Receita sabonete líquido para as mãos:

♥ 30gr sabonete natural à escolha (usei sabonete de azeite)
♥ água destilada ou previamente fervida
♥ óleos essenciais à escolha (opcional)
Ralar o sabonete e colocá-lo numa panela  com 1/4 litro de água. Ligar o lume e mexer constantemente até dissolver o sabonete na água. Deixar arrefecer e colocar no recipiente a usar como doseador. Juntar os óleos se pretender (eu usei 6 gotas de menta, 4 de limão e 4 de alfazema). Agitar lentamente para misturar. Deixar repousar por 24 horas para engrossar.
Passadas as 24 horas abanar bem e usar normalmente.

2 comentários:

  1. Gostei bastante :) No meio do caos em que vai o mundo, e tao contribuirmos para o nosso porto seguro ser melhor :)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  2. Que ideia fantástica! Tenho que ver se faço isto! :)

    ResponderEliminar