6.7.17

mais amor [imperfeições alheias]

Amar não deveria ser difícil nem corriqueiro, não deveria ser imposto nem dado a receios.
Amar é uma característica intrínseca ao acto de nascer, é uma força invisível que nos guia e nos protege em cada passo, em cada escolha de caminho, em cada obstáculo ultrapassado, é o próprio sentido de viver e sobreviver.

Mas ao longo dos anos vamos inventando várias formas de amar, ou antes de parecer amar, nas quais contemplamos mil e uma desculpas, abnegações, culpas, sortes e afins; e por tudo isto se torna tão difícil entender realmente o que significa amar, confundindo-se até com outros verbos e emoções. Há quem pense demasiado na lógica de algo que não é lógico nem certo nem programável, há quem desista de alcançar a verdadeira forma de o fazer, há aqueles que se negam a apreender as várias facetas do amor e outros que apenas enxergam uma delas.
Ajustes pertencem a esta incerta mas brilhante forma de sermos colocados à deriva de cada vez que amamos, de cada dia em que erguemos sorrisos à conta de amar o próximo e até nós mesmos; o amor por si é o mais elevado grau de sentimento que nos constrói de raíz, que nos permite albergar todos os outros sentimentos humanos que constam do cardápio de ser Homem. O amor deveria pois ser a força motriz e constante do ser humano, deveria ser o porta estandarte da união entre as pessoas, deveria ser fielmente cumprido em cada amizade, em cada laço familiar, em cada abraço fraterno, em cada beijo apaixonado, em cada detalhe que colocamos no nosso trabalho ou no prazer de hobbies e saídas entre amigos.
Amar não deveria ser falseado, enganável ou por uma obrigação social ou imposição. 

Mas se calhar questionam-se vocês porque havemos de amar qualquer pessoa se esta não nos retribui afectos? Bem, a principal questão a meu ver não é amar a custo de sofrimento nem falsamente apregoar que amamos qualquer desconhecido, mas sim entender e perpetuar na raíz do pensamento humano que o amor não pode ser moeda de troca mas sim de união entre povos, entre raças, credos ou filosofia de vida.
Amar é uma questão de respeitar, de cuidar, de proteger, é uma emoção complexa mas vital como o bombear do coração; é dele que a humanidade se deve alimentar, porque amar é engrandecer e é perpetuar a vida por caminhos saudáveis, justos, bonitos e confiantes.
Confesso no entanto que não é tarefa fácil e o mundo não interpreta todo da mesma maneira a força tremenda de amar e ser amado mas vale a pena continuar a combater o ódio e as maleitas com amor, com ternura e com fé de que a vida colorida e feliz é o que nos mantém alerta e aptos para realizar sonhos.
Amem-se e amem, as estrelas agradecerão o mundo mais iluminado!


4 comentários:

  1. Sim, por favor :)
    Obrigada, querida Nadya, pelas tuas palavras sinceras e genuinas :)
    O mundo esta a precisar tanto disto :)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh minha linda,obrigada pelo teu apreço...precisamos mesmo de amar mais,de recever mais amor,de espalhar magia.
      Beijinhos grandes.😍

      Eliminar