30.12.16

adeus 2016

Não foi nada muito pensado nem tão pouco planeado. Decidi dar umas férias ao blogue e estive esta semana unicamente dedicada aos meus, aos que me aquecem o coração, aos que me abraçam com certezas e me confortam a alma com esperança. 
Foi uma semana de reflexão. Era precisa e mais do que necessária. Houve muito descanso, dentro da realidade de uma casa com crianças, mas houve muito pensar, muito decidir e muito "pôr em dia" conversas, tarefas e burocracias.

O Natal foi de magia, com a L e a C excitadíssimas com a presença da tia/amiga N. Os brinquedos certos, sem exageros em quantidade e valor. Os doces da época que mais gostamos mantiveram a mesa enfeitada. Momentos tão esperados que chegaram depressa e passaram a correr. Memórias que ficaram gravadas no coração e o agradecimento profundo à nossa querida N. que nos trouxe o calor do nosso querido Portugal.

O ano conhece o seu fim amanhã. Não posso dizer que 2016 foi mau. Marcado pelo nosso casamento em Fevereiro, com uma viagem pouco programada a Portugal e umas férias inesperadas mas muito bem-vindas a terminar o ano, a recuperar energias, a planear novas metas para o ano que se segue, a viver a família intensamente. 
Foi um ano de definição pessoal e, em especial, profissional. Só por isto já foi um ano bom. Encontrar o que gosto de fazer não tem preço, perceber que consigo ver-me a fazê-lo todos os dias e a toda a hora, que acordo com entusiasmo e com ideias para andar para a frente numa direcção bem definida, acreditar que quando se vive com todos os poros do corpo uma determinada ideia, é possível sim torná-la realidade, torná-la num estilo de vida. 2016 deu-me um futuro profissional com o qual me identifico totalmente.
A nível pessoal e familiar também foi um ano estranhamente positivo. Apesar das dificuldades que passámos, dos problemas que tivemos de enfrentar e das incertezas que nos abalaram muitas vezes. Foi um ano de aprendizagem que nos deu tempo como família. Deu-nos oportunidade de revermos as nossas prioridades. Deu-nos algumas lições que espero sinceramente termos aprendido. Empurrou-nos para as mudanças necessárias. Obrigou-me a deixar o passado para trás e agradecer o presente e os que estão presentes.
Foi um ano difícil mas foi um ano bom. Obrigada 2016 pelas lições necessárias e pelas novas portas abertas.

Deste ano tiro um ensinamento maior... ACREDITA. Acredita em ti, esse é o caminho para o sucesso em qualquer campo da tua vida.


1 comentário:

  1. Este balanço de fim de ano, sempre nos faz ver, o que realmente aconteceu de positivo... e é tão benéfico... para nos ajudar a focar, no que realmente interessa para o novo ano!
    Bom ver que te trouxe tantas perspectivas novas de vida e boas surpresas!
    Tudo de bom! Bom ano!
    Ana

    ResponderEliminar