23.6.16

a dura tarefa de escolher um corte para o teu cabelo


Hoje é dia!

Quando avisei a minha querida amiga e cabeleireira que ia casar, ela prontamente me proíbio de voltar a cortar o cabelo. Durante a minha jornada para o deixar crescer, foram muitos os momentos que me questionei se estava a fazer o que era certo. Agora que já casei percebo que sim, gostei do penteado (não muito formal) que ela me fez que teria sido mais difícil conseguir se tivesse continuado a cortá-lo.
Na primeira visita que lhe fiz após casório, não estava convencida se queria voltar a ter o cabelo curto, nem mesmo como o queria, por isso não fiz grande coisa além de o pintar como de costume.

Na segunda visita, assim que a cumprimentei, ela soube que a minha relação com a gadelha não estava em boa maré. Cortámos um pouco para lhe dar alguma forma mas, embora tivesse ficado bem melhor, eu não fiquei totalmente satisfeita. Senti que precisava de definir um novo visual para mim.
Uma etapa da vida tinha passado e era como se estivesse a iniciar uma nova fase, pelo menos era o que eu sentia e sinto.


Quando a minha vida muda, eu sinto vontade de me transformar de alguma maneira e, normalmente, o cabelo é a parte que mais o reflete.

Hoje vou então definir um novo corte, uma nova imagem, um eu exterior que tenha a ver com a transformação que quero em mim e para mim, para a minha vida, para o meu crescimento profissional e pessoal. Talvez até volte à mesma que fui nesta foto acima, que gosto tanto (apesar da fraca qualidade da foto), ou talvez opte por algo diferente... a ver vamos...

Seja como for, andei ocupada a pesquisar e a inspirar-me. Desta busca reuni alguns dos melhores penteados curtos que passaram por mim. Quem, como eu, estiver com ideias de mudar de visual, aqui ficam algumas ideias.







Sem comentários:

Enviar um comentário