22.3.16

Cansei-me de falar da vida...


...talvez porque me estejam a acontecer coisas boas e as queira saborear sózinha, com a devia calma, o devido tempo. Talvez porque aprendi com as amarguras que o que fica para nós fica melhor guardado. Talvez porque me sinta bem e não queira que ninguém me roube o protagonismo de mim própria. Se estou a ser egoista? Não me parece, é apenas a minha vida... muitas vezes sem grande interesse, sem grandes aventuras, sem grandes momentos de glória, mas é minha. É a que desejo, construo e à qual me dedico 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Vou me centrar no que me vai fazendo crescer esta enorme vontade de acordar cedo, como há muito não o sentia. Em segredo vou celebrando as pequenas vitórias e trabalhando arduamente para alcançar o que construo e que, na verdade, nunca fez parte de um plano. Eu, a mulher dos planos e das listas extensas. Deixo seguir o curso do surpreendente que me tem surpreendido, todos os dias um pouco. Vou partilhando mais sobre o que sei e menos sobre o que sou. Falando menos e fazendo mais. 

Sempre acreditei que as coisas não acontecem por acaso e que tudo nos chega a nós na hora em que estamos, realmente, preparados para o receber. Tantas vezes julgamos ser a hora certa e nada acontece, mesmo que lutemos para lá chegar. Quando num determinado momento, sem muitas vezes procurarmos, sem grandes expectativas e ilusões, damos por nós mais além do que previamos. Assim é a vida... tudo se encaixa no devido tempo em que estamos preparados para isso. Cabe-nos apenas agarrar as oportunidades com garras e não cedermos ao medo quando elas aparecem.

Mais do que cansada de falar da vida, não tenho tempo para falar dela porque estou a vive-la.
Encontro-vos por aí, ou por aqui, quem sabe?! Mesmo que não seja a tempo de brindarmos à Primavera, um brinde chega sempre a tempo não importa em que tempo.
Sejam felizes e não deixem fugir o que vos cair nas mãos.

1 comentário:

  1. Olá Cristina
    Como me identifico com o que escreveste... Gostei mesmo muito de ler este texto.
    Muitas felicidades
    Marta
    http://pitinhosdamarta.blogspot.pt/

    ResponderEliminar