27.7.15

"Habemus" máquina do pão




...e pão! Depois de vos ter falado, aqui e aqui, do meu amor por pão acabadinho de sair do forno. Foi mesmo na semana passada, mais de um ano depois, que a máquina do pão chegou cá a casa. Uma compra que não estava nada planeada, no final de um mês que, financeiramente, parece não ter fim. Ela estava lá a dizer L E V A - M E, a metade do preço, muito arranjadinha e cheia de vontade de ter uma dona que a fizesse trabalhar loucamente. E pronto... pressão das amigas, aval do D. e a máquina veio cá para casa. A sua chegada fez-me ter de re-organizar a banca da cozinha, que a meu ver melhorou, ficou mais prática e com áreas mais definidas. Porém, foi só no fim-de-semana que consegui fazer o primeiro pão, simples mas delicioso. Se houver por aí alguém em dúvida se há-de comprar ou não... não espere mais. Se viveres num país onde o pão não é própriamente barato e onde não existe uma padaria em cada esquina, esta deixa de ser um mero desejo e passa a pura necessidade. Eu não quero outra coisa! Recomendo vivamente.
O que eu faço: coloco os ingredientes na máquina antes de ir para a cama, programo a máquina para começar a trabalhar cerca das 4 horas da manhã, tendo em conta que um pão simples demora 3 a 3,5 horas a fazer e que pode permanecer na máquina quentinho por mais uma horita... pãozinho fresquinho logo pela manhã, assim se começa o dia por estas bandas.

fotos por | photos by: Cris Loureiro

Sem comentários:

Enviar um comentário