7.4.14

Rosas ou crisantemos?


Os meus gatos escolhem as rosas. Porquê? Porque têm um gosto requintado senão vejam: O Wally, entre um prato de ração seca e espinhas de peixe cozinhado pela dona ele escolhe a segunda opção. O Tico, entre uma dona qualquer e eu que só estava a acolhe-lo provisóriamente escolheu-me a mim. Duas opções de muito bom gosto! Entre os crisantemos e as rosas que compõem o ramo de flores oferecido por pai e filhas no dia da mãe e que enche de alegria a mesa da sala de jantar eles escolhem comer as doces rosas de pétalas aveludadas.

Com os bichanos em casa evito pôr qualquer tipo de planta em sítios onde eles possam ter acesso. Primeiro porque há plantas que não lhes fazem bem depois porque é o mesmo que lhes dar dinheiro para eles afiarem o dente. Porém eles começam a entrar na 3ª idade, mais cama, menos aventuras, menos desafiar a dona... - não sei, digo eu que tenho sempre esta leve esperança na raça felina domesticável. - resolvi dar um voto de confiança. Comecei por alguns vasos de ervas aromáticas em cima de um móvel junto da cama deles. As ervas não devem ser do seu gosto. O tomilho muito doce, o coentro muito forte, o manjericão muito mal cheiroso... - mais uma conjectura minha claro. Segundo passo, e porque a jarra da sala de estar já tinha flores, voltar a colocar a jarra grande em cima da mesa de jantar, e o quanto eu gosto de a ver com flores. Pois bem, as rosas passaram no teste do dente e tiveram de ser mudadas para longe do alcance felino. Os crisantemos têm resistido à tentação. Por um lado fico triste pelas rosas coitadas, embora não sejam da minha preferência na decoração da casa, não mereciam tal sorte, mas por outro fico feliz da vida por saber que flores na mesa é possível só resta é saber quais. A minha preferência vai para flores mais campestres, terei de ir experimentando e ficando atenta aos aventureiros mas há luz ao fundo do túnel e isso basta-me!

Sem comentários:

Enviar um comentário